Feliz 28 de Abril

Há exatos 46 anos, no dia 28 de abril, 78 famílias norte-americanas perdiam seus pais, irmãos e maridos, na explosão de uma mina no estado da Virgínia.

Em 2003, a data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, em memória às vítimas. Voltando ao passado, fica a dúvida: será que teria sido possível evitar essa perda? Sim, e nem é preciso conhecer o acidente em detalhes para chegar a essa conclusão. 

A profundidade das causas desse acidente supera, e muito, a profundidade da própria mina. É preciso encarar essa realidade de frente em qualquer situação, acreditando que muito pode ser feito. Sempre é possível prevenir e essa é uma crença que carrego comigo, onde quer que eu esteja. 

Crenças são nossas verdades individuais que, associadas ao conhecimento, geram a transformação. E é essa transformação que busco incansavelmente ao longo de toda a minha carreira. Aprendemos o tempo todo, abrindo novas perspectivas. É preciso estar aberto a esse aprendizado, com a crença inabalável de que sempre é possível prevenir. 

O que não adianta é carregar essa crença sozinho. O segredo é a mobilização, a criação nas equipes de trabalho de um senso de pertencimento, formando uma corrente muito poderosa em que uns cuidam dos outros. Todos são, portanto, responsáveis pela segurança. Somente assim vamos transformar nossa cultura. 

Nenhum resultado de performance é mais importante do que o bem-estar dos trabalhadores. Nada justifica um acidente. Essa crença se baseia em cinco princípios: 

  1. Nunca comprometer a segurança dos trabalhadores. Todas as lesões são evitáveis.
  2. Trabalhar com segurança é uma condição de emprego e a liderança é responsável por oferecer o treinamento necessário e os equipamentos de proteção corretos.
  3. Medidas proativas para gerenciar a segurança são obrigatórias, inclusive auditorias de segurança e observações comportamentais. Relate e corrija todas as deficiências.
  4. Todos os incidentes devem obrigatoriamente ser investigados.
  5. Cabe a todos “Fazer a Escolha Certa”, todos os dias, em todos os lugares, para que possam ir para casa ao final do dia com as mesmas condições de saúde que tinham quando chegaram ao trabalho.

Nessa empreitada, o comprometimento de todos é fundamental – desde a alta liderança até a linha de frente no chão de fábrica. Para evitar grandes tragédias coletivas, como o acidente que marcou o dia 28 de abril, ou para evitar pequenas lesões em casos isolados, o caminho é o mesmo: crença, proatividade e prevenção. 

Investir em treinamento, capacitação e conscientização é a chave para garantir que todos compreendam a importância do autocuidado – não só no ambiente de trabalho, mas também no trânsito, em casa, nos momentos de lazer. Mais uma vez... a liderança pelo exemplo. Você tem usado cinto de segurança? Como anda dirigindo? Dá a devida importância aos EPIs? Segura no corrimão ao descer as escadas? O seu exemplo sempre será sua crença em ação. A minha é que esta data passe a representar a vida e o bem-estar de todos os trabalhadores. Que nenhum outro filho, esposa, marido, irmão, pai ou mãe derrube suas lágrimas por uma fatalidade. Feliz 28 de Abril! 

Por Andreza Araujo, executiva da área de saúde, segurança e sustentabilidade em multinacional de bens de consumo para a América Latina.

Rua Guaipa, 110 – São Paulo – SP +55 11 3641.9825 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Prestadora de serviços técnicos dedicados à redução de riscos. Saiba mais..

      

Cadastre-se em nossa newsletter!

JoomShaper